Menu

Crítica | Operação Dragão Negro.

Em sua primeira Graphic Novel, Paulo Moreira investe em clima de seção da tarde, e entrega um trabalho nostálgico com sua assinatura de humor.   

19/08/2017 – 10:30 RAMON VITOR

Conhecido pelo grande trabalho que faz na internet com suas tiras de humor sagaz que já chegaram a rodar o mundo, o cartoonista paraibano Paulo Moreira, financiou no catarse em 2017 a sua primeira história fechada.

A trama de “Operação Dragão Negro” gira em torno de Romero que ao ser convidado para a tão cobiçada festa de aniversário de Maria, acaba tendo complicações que tornam sua ida perigosa. E para que consiga estar lá, ele monta toda uma força tarefa contando com a ajuda de seus amigos Raul (O Bola),  e os gêmeos.

Ambientada no começo dos anos 2000, a história respira nostalgia em cada detalhe de sua narrativa e cenário. Seu roteiro narrado de forma coloquial pode causar estranhamento ao leitor desavisado devido ao seu teor regional, causando assim a impressão de que o autor esteja cometendo erros de gramática, o que não é verdade, pois esta é uma língua característica da região onde a história se passa, e um dos pontos positivos do livro que faz ele ser bem mais dinâmico e realista.

O traço que o autor impõe em sua arte é um pouco diferente do de suas tiras, o que é mais um ponto positivo, tendo em vista a necessidade distinção que seu primeiro livro precisa mostrar do seu trabalho cartoonesco. Outro ponto positivo é a forma genial em que o Paulo Moreira desenha as expressões de seus personagens, o que foi mantido de suas características marcantes das suas tiras.

O roteiro descompromissado com o único e exclusivo interesse de entreter o público, funciona muito bem no clima de seção da tarde que o autor quer  transmitir. Os personagens da narrativa são tão bem trabalhados que evidenciam o grande potencial de sua exploração futura em possíveis novos volumes ou até  mesmo em outras mídias, isso acontece principalmente porque o clima dinâmico permite que eles causem identificação imediata ao seu público alvo.

Por fim, o primeiro trabalho de Paulo Moreira não entrega nada de reflexivo ou genial quanto são suas tiras, mas cumpre a proposta de entreter o leitor com uma história leve e escapista. É uma leitura que vale sim a pena, principalmente para quem viveu seu período de infância nos anos 2000, e que esbanja potencial para explorações futuras. Nos resta agora encher o saco do autor para que lance logo uma coletânea de suas tiras, ou até mesmo uma continuação de “Operação Dragão Negro”.

Título: Operação Dragão Negro;

País de Origem: Brasil;

Autor: Paulo Moreira;

Nº de Páginas: 80;

Lançamento: 16 de abril de 2017;

Idioma: Português;

Preço de Capa: R$ 30,00;

NOTA: 3,7/5.

COMPRE AQUI.

 

LINKS:

Entrevista Com Paulo Moreira. 

Página do Paulo Moreira.

Album das Tirinhas do Paulo No Central HQ’s. 

Em sua primeira Graphic Novel, Paulo Moreira investe em clima de seção da tarde, e entrega um trabalho nostálgico com sua assinatura de humor.    19/08/2017 - 10:30 RAMON VITOR Conhecido pelo grande trabalho que faz na internet com suas tiras de humor sagaz que já chegaram a rodar o mundo,…

NOTA DO LEITOR:

NOTA DO CRÍTICO: 3,7/5

Nota do Leitor 4.25 ( 1 votos)
80

Ramon Vitor
Nerd, cinéfilo e um estudioso da música. Este é Ramon.